Participação da ABAVC na tribuna livre da Câmara de Vereadores de Joinville

Participação da ABAVC na tribuna livre da Câmara de Vereadores de Joinville

Na quarta feira dia 11 de novembro a ABAVC foi convidada a participar do espaço denominado Tribuna Livre da Câmara de Vereadores de Joinville. Para a associação a iniciativa foi válida porque é uma das formas de se conseguir atingir os vereadores da cidade para que despertem o interesse para a atenção ao AVC.

Num primeiro momento tivemos a oportunidade de mostrar algumas ações da entidade e contar um pouco da nossa história. Após a breve apresentação da associação a Drª Carla Moro, falou sobre o que é o AVC e o adequado tratamento do mesmo. Durante a apresentação foram destacados os números lamentáveis a que se submetem os cidadãos da nossa cidade como, por exemplo, ficarem 22 dias no pronto socorro do nosso hospital de referência esperando exames, o fato de somente 25% dos pacientes internados nesse mesmo hospital terem acesso a Unidade de AVC e 80% dos pacientes que recebem alta hospitalar com seqüelas do AVC não conseguirem participar de um programa de reabilitação.

A ABAVC deverá agora fazer parte de uma comissão que irá analisar o mapa da reabilitação em Joinville, e assim poder sugerir ações que venham a favorecer os familiares e pacientes pós AVC.

Assista no video abaixo a participação:

Participação da ABAVC na tribuna livre da Câmara de Vereadores de Joinville from ABAVC on Vimeo.

Um comentário

  • Erivaldo Roberto Santos 16 de Janeiro de 2011Reply

    tive um avc a 05 mes atras fiquei 11 dias internado depois fui liberado para comtinuar o tratamento de reabilitacão omedico da comunidade chamado medico da familia mi avalio epedio urjencia entrei com pedido no posto de saude mas asecretaria da saude não liberou aterapia ainda estou andano pouco itou com o braço fraco não pego nada moro en santa luzia municipio de belo horizontemi ajude o que devo fazer para cer atendido sou aposentado o que ganho não da para pagar particularo que fasso ?contribui 34 anos com a previdencia social

Deixe uma resposta