Arciso Buzzi

Arciso Buzzi

Por volta do dia 25 de março de 2005, começou uma gripe, a qual trouxe dores na garganta e tosse, mas sem febre.

Já no dia 02 de abril, em torno das 12:00 horas, almocei normalmente, comendo arroz, feijão e carne. Após almoçar, depois de uns 20 minutos, deitei e dormi.

Aproximadamente depois de 30 minutos de descanso, acordei com muita tosse que chegou a travar a língua e não consegui mais falar. Tentei telefonar, mas não lembrava o número, “deu um branco total”.

Minha esposa chamou uma das filhas e imediatamente levaram-me ao PA do Costa e Silva.

Chegando lá, foi constatado que era AVC e logo em seguida fui levado para o Hospital Municipal São José, em Joinville/SC.

Ao chegar no São José, já não conseguia engolir água e ao preencher a ficha, a enfermeira percebeu que estava dentro do prazo para tomar uma medicação que poderia dissolver o coágulo formado. Mesmo havendo risco por 72 horas, foi autorizado o procedimento.

No segundo dia, foi colocada uma sonda par tomar água. Mas durante uma semana, tive muita falta de ar, principalmente da meia noite às 5:00 horas da manhã.

Depois disso, pude alimentar-me e comecei a melhorar, recebendo alta depois de 17 dias internado.

Duas semanas depois de sair do hospital, comecei a consultar-me com a Dra. Gisele, cuja médica ensinou-me como movimentar a língua para melhor falar e também como engolir alimentos, para não causar tosse.

Hoje melhorei bastante, mas ainda estou em tratamento, pois permaneço com excesso de saliva.

Arciso Buzzi

Deixe uma resposta